5 mins de leitura
Programa Casa Verde e Amarela: Tudo o que você precisa saber
06/10/21

Está querendo financiar seu próximo apartamento? Então o programa Casa Verde e Amarela pode ser o que você está buscando.

Este programa é uma reformulação do antigo Minha Casa Minha Vida, que facilitou e muito o acesso de milhares de pessoas no Brasil a financiamentos com taxas de juros menores que as praticadas no mercado.

Um dos principais objetivos do Governo Federal com este programa é que, até 2022, 1,2 milhões de famílias de baixa renda sejam beneficiadas por esse programa.

E você também pode se beneficiar deste programa, e conseguir finalmente conquistar o seu apartamento.

Quer saber mais? Então confira nas próximas linhas!

O que é o programa Casa Verde e Amarela?

O programa Casa Verde e Amarela é um projeto habitacional que nasceu com o objetivo de substituir o Minha Casa Minha Vida, atendendo 350 mil residências a mais.

Com as taxas de juros mais baixas, o programa Casa Verde e Amarela pretende ajudar mais de 1 milhão de brasileiros a comprar um apartamento financiado.

Subsidiado pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e tendo a Caixa Econômica Federal como agente financeiro, esse programa do governo irá beneficiar os moradores de áreas rurais com renda mensal de até R$7 mil ou anual de até R$ 84 mil.

Além disso, as regiões com baixo histórico de Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), como o Norte e Nordeste do Brasil, terão taxas de juros diferenciadas, que poderão chegar a 4,25% ao ano, enquanto, nas demais regiões do Brasil, esse valor fica a 4,5% ao ano.

De acordo com as informações veiculadas pelo governo federal, o objetivo principal do programa Casa Verde e Amarela é corrigir as imperfeições do Minha Casa, Minha Vida, regularizando 2 milhões de moradias e promovendo melhorias em 400 mil residências até 2024.

Qual a diferença do Minha Casa Minha Vida para o Casa Verde e Amarela?

Uma das principais diferenças entre o Minha Casa Minha Vida e o novo projeto diz respeito às faixas de renda das famílias que podem aderir.

Minha Casa Minha Vida

A divisão dos grupos segundo a renda de cada um era a seguinte:

  • Faixa 1: famílias com renda de até R$ 1.800;
  • Faixa 1,5: famílias com renda entre R$ 1.800 e 2.600;
  • Faixa 2: famílias com renda entre R$ 2.600 e R$ 4.000;
  • Faixa 3: famílias com renda entre R$ 4.000,01 e 7.000;

E as respectivas taxas de juros eram:

Faixa 1 e 1,5: taxa de juros 5% (não cotista do FGTS) e 4,5% (cotista do FGTS)

Faixa 2: taxa de juros de 5,5% a 7% (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista)

Faixa 3: taxa de juros de 8,16% (não cotista) e 7,66% (cotista)

Casa Verde e Amarela

Os novos grupos foram separados da seguinte maneira:

  • Grupo 1: famílias com renda de até R$ 2.000;
  • Grupo 2: famílias com renda entre R$ 2.000 e R$ 4.000;
  • Grupo 3: famílias com renda entre R$ 4.000,01 e R$ 7.000;

Agora, com relação à taxa de juros, as diferenças variam de acordo com a região do Brasil.

Os moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste contam com as seguintes condições:

  • Grupo 1: taxa de juros de 5% a 5,25% (não cotista do FGTS) e de 4,5% a 4,75% (cotista do FGTS)
  • Grupo 2: taxa de juros de 5,5% a 7% (não cotista) e de 5% a 6,5% (cotista)
  • Grupo 3: taxa de juros de 8,16% (não cotista) e de 7,66% (cotista)

Já Os Moradores Das Regiões Norte E Nordeste Usufruem As Seguintes Condições:

  • Grupo 1: taxa de juros entre 4,75% e 5% (não cotista do FGTS) e de 4,25% a 4,5% (cotista do FGTS)
  • Grupo 2: taxa de juros entre 5,25% a 7% (não cotista) é de 4,75% a 6,5% (cotista)
  • Grupo 3: taxa de juros de 8,16% (não cotista) é de 7,66% (cotista)

Quais as vantagens do Programa Casa Verde e Amarela?

Além da pequena alteração no formato de divisão dos grupos, o programa Casa Verde e Amarela trouxe outras novidades importantes e positivas para te ajudar a conquistar a casa própria de forma mais tranquila e sem pesar no orçamento.

Veja a seguir as principais vantagens do programa.

1. Taxa de Juros Menores

A reformulação da linha de financiamento imobiliário do governo veio com novas taxas de juros, dessa vez bem menores.

No Minha Casa Minha Vida, as taxas variavam entre 5% e 9% ao ano, e agora no programa Casa Verde e Amarela elas ficam entre 4,25% a 8,16%.

2. Outras Possibilidades Além da Compra de Imóveis

Uma diferença importante entre o Casa Verde e Amarela e o programa Minha Casa Minha Vida é a liberação de crédito para outros fins além da compra de imóveis.

A reformulação do programa habitacional inclui também a possibilidade de reformas e regularização fundiária.

As ações para regularização incluem diversas medidas com o intuito de integrar os núcleos informais ao contexto legal das cidades, diminuindo os níveis de propriedades em situação irregular.

Para isso, o programa assegura o título da propriedade para famílias com renda mensal de até R$5 mil.

A possibilidade de utilizar o crédito imobiliário para reformas está diretamente ligada a esses núcleos.

As famílias que se encaixam na oportunidade de regularização fundiária e com renda mensal de até R$2 mil poderão fazer melhorias habitacionais.

Como faço para me Inscrever no Programa Casa Verde e Amarela?

O processo de inscrição no Casa Verde e Amarela é basicamente o mesmo do Minha Casa Minha Vida, mas pode ficar tranquilo que nós vamos explicar todos os passos para você nas próximas linhas.

Antes de mais nada, é preciso estar dentro do limite de renda mensal permitido, ou seja, R$7 mil.

Caso atenda este requisito, os próximos passos são:

1. Contactar uma construtora de sua preferência

Primeiramente você deve escolher o seu empreendimento de maior interesse e, logo após, contactar uma construtora para solicitar o financiamento por meio do programa habitacional do governo, mas aqui é preciso estar atento aos detalhes. Faça uma análise do histórico da empresa e escolha aquela que melhor atende às suas necessidades, apresentando um bom nível de satisfação com os clientes.

2. Apresentar os Documentos Necessários

É preciso apresentar alguns documentos para que o banco (Caixa Econômica Federa) consiga analisar o seu perfil e as suas condições de arcar com o financiamento, assim como para definir seus benefícios.

Você precisará dos seguintes documentos para solicitar sua inscrição:

  • Comprovante de renda (pode ser holerite, extratos bancário, Pró-Labore – ou até mesmo sua Declaração de Imposto de Renda);
  • RG e CPF;
  • Comprovante de estado civil;
  • Comprovante de endereço.

3. Aguardar a Análise da Documentação

A Caixa Econômica Federal vai analisar toda a documentação enviada por você para definir em qual grupo você se encaixa e assim determinar suas condições de pagamento.

A análise também vai comprovar a sua capacidade de cumprir com as parcelas do financiamento.

Se tudo estiver ok, ela dará continuidade ao processo de financiamento imobiliário por meio do programa Casa Verde e Amarela.

4. Assinatura do contrato

Com a sua documentação aprovada, você já pode fechar o contrato de financiamento imobiliário pelo Casa Verde e Amarela com a sua construtora!

Lembre-se de ler tudo com atenção e tirar todas suas dúvidas antes de assinar o contrato de financiamento.

Aqui também vale lembrar uma diferença entre o processo de inscrição no Casa Verde e Amarela para o Minha Casa Minha Vida: agora não é mais necessário fazer um cadastro na prefeitura da sua cidade antes de iniciar o financiamento.

Esperamos que este artigo tenha ajudado você a entender melhor como funciona o programa Casa Verde Amarela.

Quer conhecer os projetos da HausBau que são financiados pelo Programa Casa Verde e Amarela? Acesse nosso site e escolha o seu imóvel.

Financiamento de imóveis: modalidades de financiamento e como solicitar um.

Baixar Material

Habite

Você já ouviu falar no Habite Seguro, um programa habitacional que traz diversas vantagens para uma determinada categoria de profissio ...

financiar

Comprar um apartamento é o grande sonho da maior parte dos brasileiros, mas conseguir financiar esta meta pode parecer difícil para qu ...

documentação de análise de crédito para compra de imóvel

A  documentação de análise de crédito para compra de imóvel pode ser uma tarefa um tanto burocracia, pois acaba envolvendo diversos documentos.